Início Esporte Copa AVS/ Smel: Objetivo/ Illic/ Smel mantém a invencibilidade; Garra 1000 vence...

Copa AVS/ Smel: Objetivo/ Illic/ Smel mantém a invencibilidade; Garra 1000 vence mais uma

73
0
COMPARTILHAR

Três bons jogos marcaram a manhã de domingo, 20, pela fase de classificação da 3ª Copa AVS/ Smel de Vôlei Feminino, com o Objetivo/ Illic/ Objetivo mantendo a invencibilidade no torneio e o Garra 1000, em ascensão, conseguindo mais uma vitória.

No Santa Fé – No ginásio municipal de esportes José Eduardo Gregoracci, no Jardim Santa Felícia ocorreu rodada dupla. No primeiro jogo o Objetivo/ Illic/ Smel manteve a invencibilidade no torneio ao conquistar mais uma vitória e vencer o Adven Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 25/9, 25/19 e 25/9.

Adven Vôlei: Aline, Paula, Lívia, Rafa, Andréa e Gabi. Técnico: Ulisses.
Objetivo/ Illic/ Smel: Damiana, Laine, Dani, Suelen, Bárbara, Cris, Vânia, Roseane e Gislaine. Técnico: Zé Sérgio.
Árbitro: Fausto Lara e Giovane Bruno. Apontador: Danilo Ribeiro.

Na sequência, mais um 3 a 0, com o Redenção superando o Vôlei +. As parciais foram 25/16, 25/6 e 25/11.

Redenção: Grazi, Tamires, Valéria, Elaine, Érica, Márcia, Paula, Amanda, Eliana e Tairis. Técnica: Luana.
Vôlei +: Carla, Egles, Josiane, Monique, Renata e Renatinha. Técnico: Ulisses.
Árbitros: Lucas Labacki e Fausto Lara. Apontador: Danilo Ribeiro.

No Ginasião – No ginásio de esportes João Marigo Sobrinho, a partida mais emocionante da rodada. O São Carlos Clube B recepcionou o Garra 1000 e acabou sendo derrotado por 3 sets a 2, parciais de 19/25, 10/25, 25/23, 25/15 e 8/15.
A partida marca a reação do Garra 1000 na competição. A equipe vem numa sequência de bons resultados e postula uma vaga nas finais da série ouro.

São Carlos Clube B: Sílvia, Regina, Paty, Vanessa, Nessa, Roberta, Maria Luiza, Renata, Karine, Dri e Cláudia. Técnica: Michele.
Garra 1000: Sueli, Ju, Débora, Jeane, Jack, Juliana, Jhenifer, Carol e Jeciane. Técnico: Jonathan.
Árbitros: Alessandra Borges e Fernando Paganelli. Apontador: Caike Cristian.

Por Marcos Escrivani