Início Política Jovens tomam posse durante solenidade do Parlamento Jovem Brasileiro 2017

Jovens tomam posse durante solenidade do Parlamento Jovem Brasileiro 2017

67
0
COMPARTILHAR
Foto: Paulo Melo/ Imprensa Lobbe

O deputado federal Lobbe Neto, do PSDB de São Paulo, deu às boas-vindas aos jovens parlamentares, na manhã desta terça-feira (26), durante a sessão solene de Posse e Eleição da Mesa Diretora do Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) 2017. “Como idealizador do Parlamento Jovem Brasileiro, quero saudar vocês e desejar uma ótima semana. Sejam muito bem-vindos à Brasília”, saudou o tucano.

O evento aconteceu no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, e contou com a participação dos deputados Mariana Carvalho, Geraldo Rezende, Rômulo Gouveia, Evair Vieira de Melo, Valdir Colatto, Chico Alencar, Angelim e Conceição Sampaio, além dos deputados jovens do PJB 2016, Desirée da Silva Leão (presidente no ano passado), Carlos Hernâni Barbosa Gomes e Abner Tofanelli.

Lobbe lembrou que em 2003, quando chegou à Câmara Federal, foi o propositor do Decreto Legislativo, que criou o Parlamento Jovem Brasileiro, que é muito importante para os jovens. “Hoje, o PJB está se propagando para todo o país, nas Assembleias Legislativas e nas Câmaras de Vereadores”, enfatizou.

Em seu discurso, o parlamentar tucano falou da importância do protagonismo juvenil no meio político. “É muito importante esse exercício de cidadania, conhecer o Parlamento, conhecer o Distrito Federal, nossa Capital Federal, enfim, é uma oportunidade ímpar para todos os jovens parlamentares. Que vocês possam, no dia a dia, se tornar novas lideranças e, futuramente, estar na vereança, como deputados estaduais, federais, senadores, representando o seu estado, município, aqui na Câmara dos Deputados”, afirmou.

Lobbe ressaltou que os jovens terão a oportunidade de perceber que, nem tudo que a mídia passa, é totalmente verdade. “Aqui tem muita gente séria, muita gente que trabalha, muita gente com vários projetos atendendo a comunidade, principalmente, aqueles que mais precisam do Poder Legislativo, do Poder Executivo, por isso, sejam bem-vindos e tenham uma ótima semana. Que Deus abençoe vocês”, declarou Lobbe.

Eleita presidente do PJB 2017, a jovem carioca Izabela Costa Arantes, falou da importância do programa nacional. “Acho muito importante o PJB, que engaja a juventude a vir conhecer o processo da Câmara dos Deputados. Muitas vezes, a gente vê na televisão e não consegue entender como realmente acontece”, declarou. Ela apresentou projeto que altera a lei antidrogas. “Ao invés do policial ou juiz determinar se a pessoa é usuária ou traficante, para que seja realizado um laudo médico e psicológico, uma vez que, ocorre muita segregação e estereótipo na hora de decidir quem é usuário e quem é traficante”, explicou.

O jovem Lucas Bernardes, da cidade de Marau no Rio Grande do Sul, relatou que o PJB está sendo muito importante para a sua vida. “Gosto muito de política, então conhecer o Parlamento, sua estrutura, como funciona a estrutura das comissões, está sendo uma experiência incrível”, comentou. Ele apresentou um projeto que cria o programa de auxílio ao vestibulando. “Trata-se da oferta de cursos preparatórios para o Enem e vestibular porque o aproveitamento dos estudantes no ensino médio é muito baixo e as notas do ENEM e vestibular, com que os estudantes entram na faculdade também é muito baixa”, explicou o jovem.

O mineiro Lucas Gomes, da cidade de Juatuba, comentou a experiência de participar do Parlamento Jovem. “Está sendo muito bacana. Estamos vendo parlamentares de todo Brasil, culturas diferentes, vivendo a democracia como ela”, disse. O estudante apresentou um projeto para incentivar a disponibilização de painel solar para a zona rural. “Geralmente na zona rural não tem energia e quando ela chega, fica cara. Como a energia solar é de graça, acabaria gerando renda, com o dinheiro que o produtor estaria pagando a energia comum”, explicou.

Até a sexta-feira (29), a Câmara dos Deputados realiza a 14ª edição do PJB, que simula uma jornada parlamentar em que os jovens estudantes participam de debates e votações como se fossem deputados, conhecendo, com isso, o funcionamento da Câmara dos Deputados e o trabalho dos parlamentares.

Por Paulo Melo/ Imprensa Lobbe